16/02/2014

Leia Mulheres 2014 e algumas metas a mais

Por meio do blog Vamos falar sobre livros?, fiquei sabendo do projeto Leia Mulheres 2014.
Ele tem como base o incentivo à leitura de "autoras mulheres" e a discussão sobre as estatísticas inferiores às dos livros escritos por homens, incluindo o quesito "vendas". A ideia foi proposta pela escritora Joanna Walsh e tem mostrado boa aceitação em várias páginas.



Particularmente, minha veia feminista é pulsante desde a adolescência, em que tive contato com a parcialidade da sociedade e me dei conta de que a igualdade é um objetivo a ser alcançado. Para nutrir esta ideia, concentrei minha busca em autorAS com a finalidade de saber o que elas considerariam sobre o tema, ou como contornariam (ou não) as situações de discriminação, entre outras. As minhas "primeiras" foram Clarice Lispector e Florbela Espanca. Marguerite Duras e Virginia Woolf também fazem parte da minhas favoritas.
Passada a rebeldia da adolescência, li também algumas autoras de Chick-Lit e YA, embora tenha encontrado apenas nos últimos anos algumas obras que apresentam maior aprofundamento nestas questões. Aceito sugestões!
Com o passar do tempo, mesmo que não apresentem caráter revoltoso, me dei conta de que os livros escritos por mulheres merecem mais espaço e admiração não por serem melhores, mas por serem tão bons quanto os escritos por homens.
No Estante Insólita há postagens das autoras: Babi Dewet, Bianca Carvalho, Laura Conrado, Madalena Daltro, Marina Carvalho e Rafaela Guimarães, todas autoras nacionais.


Metas para 2014:

-Lista com apenas 9 livros, pois dificilmente consigo seguir a programação:

A Maçã no Escuto, Clarice Lispector
O Amor de uma Boa Mulher, Alice Munro
A Festa de Babette, Karen Blixen
Olhe para Mim, Jennifer Egan
A Ondas, Virginia Woolf
Noite e Dia, Virginia Woolf
Todos Nós Adorávamos Caubóis, Carol Bensimon
A Montanha Zoe, Helen Farina
Contos do Balé, Inês Bogéa

-Comentar sobre livros escritos por Elas no blog, acrescentando livros de não-ficção.

-Quanto a Virginia Woolf e Marguerite Duras, gostaria de achar as palavras certas para analisá-las, porém ainda não encontrei.