20/06/2016

As Reputações - Juan Gabriel Vásquez

 "Todos conheciam o espaço onde sempre estivera sua caricatura: bem no meio da primeira página de opinião, esse lugar mítico aonde vão os colombianos para odiar seus homens públicos ou para saber por que os amam, esse grande divã coletivo de um país longamente enfermo."


Em 2013, foi publicado o livro "Las Reputaciones", na Colômbia. A publicação de Juan Gabriel Vásquez foi lançada no Brasil em 2016, pela editora Bertrand Brasil, com uma sinopse que desperta a curiosidade: O caricaturista político Javier Mallarino, respeitado e influente em seu país, é homenageado pelos 40 anos de trabalho árduo; na noite de reverência, ele reencontra uma conhecida de longas datas e, a partir de então, ele passa a questionar sua vida, postura e valia de tudo o que lhe ocorreu até ali, em resumo.

Mallarino é divorciado e pai de uma moça, Beatriz, mora em uma casa longe dos grandes centros urbanos da Colômbia, em uma montanha, com saída para um páramo, ecossistema específico dos Andes. Sua visão sobre a carreira tem momentos de superioridade - sem que soe incômodo - e momentos de humildade comedida e, por sua fama nos jornais ser tão estrondosa, mesmo que o público não reconheça seu rosto, a vaidade é frequentemente registrada.

Vásquez apresenta particularidades na escrita: longos períodos podem ser observados, assim como o uso dos "dois pontos" seguidamente. O narrador seria onipresente, caso não abordasse exclusivamente, os eventos ocorridos a Mallarino ou próximo a ele, dando a impressão de que o registro apresentado é o suficiente. Faz uso da memória, a história se passa nos dias atuais, alguns acontecimentos são relatados de outras décadas, como o início da carreira do personagem principal. O autor intercala a delicadeza na descrição da mulher, com o peso das narrações densas, eventualmente trocando as duas cargas descritivas:
"Magdalena era menos de dois anos mais jovem do que ele, mas andava pela vida como um capataz anda pela sua fazenda. Era dona de uma inteligência tão brutal quanto sua teimosia, e não a incomodava o fato de que seu sobrenome fosse o fundador de uma lendária firma de advogados."
As mais famosas e ruidosas caricaturas eram publicadas de acordo com o que Mallarino vivia. Em um dia sem inspiração, por exemplo, acabou tendo a sorte de desenhar algo que o público esperava, ou em um dia de infortúnio familiar, sua caricatura também foi agraciada. É como se ele tivesse boas ideias quando a vida não ia tão bem, o caricaturista fazia sua reputação a partir da penúria e levava à ruína ou à glória a imagem de quem fosse caricaturado.

Ainda sobre a palavra "reputação", Juan Gabriel a traz à tona algumas vezes no enredo, construindo o significado do título pela ótica de Mallarino ou do narrador.
"Talvez fosse isso a reputação: o momento em que uma presença fabrica, para os que a observam, um precedente ilusório."
Em As Reputações, mais um bom título, característica crucial de Vásquez às primeiras vistas, vê-se a valorização do desenho, do jornal, a importância de uma ilustração bem feita e orientada ao seu propósito. Romances latino-americanos tem um ardor e uma intensidade muito característicos e esse não é diferente: ótimo livro, rápido e fácil de ler (alguns críticos atribuíram esta característica emprestada pelo conto ao romance de Juan), carregado de temas profundos e imprescindível na estante.